#10 Jovens Embaixadores da ONU

Bem vinda leitora!

Bora para o conteúdo?

No encontro 6A dos Jovens Embaixadores da Juventude falamos sobre “Parcerias”:

“Estamos determinados a mobilizar os meios necessários para implementar esta agenda por meio de uma Parceria Global para o Desenvolvimento Sustentável revitalizada, com base no espírito de solidariedade global fortalecido, com ênfase especial nas necessidades dos mais pobres e mais vulneráveis e com a participação de todos os países, grupos interessados e pessoas.

Como vemos na foto acima, houve um grande progresso: a Agenda de Desenvolvimento Do Milênio era composta apenas por 8 objetivos e foi destinada apenas para os países em desenvolvimento, pertencentes ao Sul Global. Já a Agenda de Desenvolvimento Sustentável tem 17 objetivos e é engloba todos os 193 países do sistema internacional!

As parcerias dos ODM eram beeeeeem tímidas comparada com as parcerias dos ODS:

Parceria dos ODM:

  • Assistência Oficial ao Desenvolvimento (AOD);
  • Acesso ao Mercado;
  • Sustentabilidade das Dívidas;
  • Acesso a remédios;
  • Acesso a novas tecnologias, com apoio do setor privado.

Parceria dos ODS:

  • Assistência Oficial ao Desenvolvimento (AOD);
  • Investimento Direto Estrangeiro (IDE) e Cooperação Sul-Sul;
  • Sustentabilidade de Dívidas;
  • Regime de Promoção de Investimentos;
  • Transferência, disseminação e difusão de tecnologias ambientalmente corretas;
  • Mecanismo de capacitação em ciência, tecnologia e inovação;
  • Sistema multilateral de comércio universal, baseado em regras, aberto, não discriminatório e equitativo;
  • Estabilidade macroeconômica global;
  • Coerência das políticas para o desenvolvimento sustentável;
  • Parcerias multissetoriais que mobilizem e compartilhem conhecimento, expertise, tecnologia e recursos financeiros;
  • Parcerias públicas, público-privada e com a sociedade civil;
  • Capacitação estatística e disponibilidade de dados.

Já deu para ver a GRANDE diferença, não é?

Pessu, a Agenda 2030 é um novo mecanismo de implementação, que leva em conta o capital humano, os recursos financeiros e a assistência direta ao desenvolvimento. Desse modo, o ODS 17 — Parcerias e Meio de Implementação passar a ser uma espinha dorsal que viabiliza a territorialização de toooooda a Agenda!

Contudo, as 169 metas da Agenda 2030 não serão implementadas apenas com boa energia e um coração disposto. Quando falamos de Parcerias, existe uma logica por tras, chamada de espectro:

  • Alavancagem e intercâmbio: 2 ou mais instituições passam a contribuir com o trabalho uma da outra (trocas experiências e recursos).
  • Trabalho em conjunto e integração: os parceiros juntam os seus recursos para entregar mais do que eles conseguiriam de forma individual.
  • Transformação: vários atores trabalham juntinhos por meio de uma agenda coletiva (agenda comum) para combater os desafios globais através de transformações sistêmicas (trabalho em conjunto para combater problemas complexos).

Todo esse formato fez com que houvesse um diálogo intersetorial para a promoção da agenda entre os setores, como empresas, indústrias, academia, organizações internacionais, organizações cívicas, agências de desenvolvimento, governos municipais, estaduais e federais e todas as partes interessadas.

Quando estas instâncias trabalham de forma inclusiva, colaborativa e participativa, há vantagens que geram resultados individuais e vantagens comparativas (Delta P), isto é, o alcance coletivo dos resultados são maiores do que a soma entre as partes!

O próprio Programa Jovens Embaixadores da Juventude é resultado de uma PARCERIA ARRASADORA entre a UNODC (Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes), o Instituto Caixa Seguradora (representadao pela Alice Scartezini) e pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos da Cidade de São Paulo — SMDHC (representado pelo Ramirez Lopes).

Quando o assunto é parcerias, sempre lembro da frase:

“Quer ir rápido? Vá sozinho. Quer ir longe? Vá acompanhado.” (Provérbio Africano)

[Aguarde o próximo — e ÚLTIMO — texto]

Curtiu? Deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes :) Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn!

Ecofeminista antirracista atuante em temas globais. Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Entusiasta pela Agenda 2030, tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Jovens Embaixadores da Juventude, Engajamundo,Climate Reality Project, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista