#05 Jovens Embaixadores da ONU

Oláaa leitora!

Os encontros foram divididos entre A (técnicos) e B (práticos), feitos a partir de uma metodologia da ONU. A última reunião foi o Encontro 3B, continuamos a conversa sobre Prosperidade e aprendemos sobre o Roteiro de Localização dos ODS.

Roteiro de Localização dos ODS: “Localização” é o processo de levar em consideração os contextos subnacionais na realização da Agenda 2030, desde o estabelecimento de objetivos e metas até a determinação dos meios de implementação, bem como o uso de indicadores para medir e acompanhar o progresso.

O Roteiro de Localização dos ODS foi criado para fortalecer o papel dos municípios na territorialização da Agenda 2030, levando em consideração 5 pontos:

  1. Sensibilização (awareness-raising): conhecendo os ODS no nível subnacional.
  2. Defendendo a ideia (advocacy): defendendo uma perspectiva subnacional nas estratégias nacionais dos ODS.
  3. Implementação: os ODS no nível local.
  4. Acompanhamento: avaliando e aprendendo com nossas experiências.
  5. Para onde vamos?

Nessa reunião, nos aprofundamos no ponto 2 (defendendo a ideia) e recebemos a missão de co-construir um plano de advocacy a partir de um estudo de caso da nossa zona (norte, sul, leste, oeste e central), tendo os seguintes pontos em mente:

  • Consenso nacional;
  • Ambiente favorável para a localização dos ODS;
  • Mobilização de Recursos Financeiros;
  • Governança multinível.

Como moro na Brasilândia, fiquei com o caso da Ade Sampa e Projeto Teia, junto com a Mahryan, Luiza, Vitória e Gercidio. Tivemos um total de 35 minutos para pesquisar, refletir e debater sobre as perguntas:

  • O caso reflete as necessidades e preocupações dos governos locais e dos cidadãos?
  • É possível promover parcerias para uma melhor cooperação nesta área? Quais outros atores podem ajudar a fortalecer esta ação em âmbito local?
  • Esta ação tem a capacidade de aumentar a representatividade em diálogos nacionais e busca criar um ambiente propício para a implementação dos ODS?
  • Esta ação faz parte de uma estratégia nacional dos ODS? Há evidências e indicadores relacionados?

Foi uma experiência surreal! Analisamos o case, consultamos o Relatório de Indicadores dos ODS e conseguimos criar uma plano de advocacy para a nossa região! Me senti viva, inteligente, capaz e tive a certeza que de que a juventude pode lacrar SIM no rolê, desde que tenha suporte, capacitação e estímulo.

A cada encontro eu tenho a plena convicção de que estamos co-construindo um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável. Bora fazer parte desse movimento?

[Aguarde os próximos textos]

Para ficar ligadinhe:

Curtiu? Deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes :) Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn!

Ecofeminista antirracista atuante em temas globais. Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Entusiasta pela Agenda 2030, tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Engajamundo, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista