Como eu quase enlouqueci em 2020

Olá minhas abobrinhas recheadas, como vocês estão?

Este ano durou uma eternidade, foram tantas emoções, pensamentos e desafios… Merecemos um troféu por conseguir sobreviver neste período pandêmico.

Apesar do cenário catastrófico que vivemos, o ano começou esperançoso:

No dia 09 de janeiro tivemos o The Send, onde o pessu apaixonado por Cristo conseguiu lotar três estádios de futebol: Mané Garrincha (Brasília), Pacaembu e Morumbi (São Paulo).

Pregadores de diversas partes do mundo vieram ao Brasil para profetizar sobre as crianças, jovens e adultos, declarando que este era o tempo escolhido por Deus para mandar os ministros do seu evangelho para diversas nações do globo!

Saímos desse evento exalando o perfume de Cristo, esse era o ano para que a glória de Deus enchesse a Terra! Contudo, 2020 surpreendeu a todos…

Em março, o primeiro caso de COVID-19 apareceu em São Paulo: um homem de 62 anos foi vítima do vírus. E apenas 4 meses após essa notícia, atingimos a terrível marca no dia 08 de agosto: o Brasil registrou 100 mil mortos pelo coronavírus!

Querido leitor, como esse ano impactou a sua vida?

A minha vida foi colocada de cabeça para baixo! Abri mão de uma bolsa de pós graduação aqui no Brasil para trabalhar como Trainee Internacional da AIESEC India, mas descobri que não poderia viajar pois as fronteiras do país foi fechada por tempo indeterminado para impedir a proliferação do vírus.

Vivi uma montanha-russa de sentimentos: choro, frustrações, picos de alegria e confusão interior. Eu não entendia a gravidade do contexto, mas tinha uma leve impressão de que as coisas iriam ficar ainda mais esquisitas.

E não é que ficaram? :(

Mas cansei de reclamar e decidi confiar, me aproximei de Deus e descansei no seu amor. Utilizei esse tempo para ler livros, escrever artigos, namorar Jesus e cumprir meu chamado principal aqui na Terra: investir tempo diário na presença do meu amado.

Pessu, me senti desmontada por Cristo! Ele quebrou a minha religiosidade e me mostrou que sua presença não cabia dentro da igreja. Aprendi a vê-lo na formação das nuvens, ouvi-lo no cântico dos pássaros, senti-lo numa brisa leve ou no calor do sol de inverno.

“Conheci um Deus de detalhes que se encanta pela simplicidade!”

O fim do meu primeiro semestre foi um tempo de paz e refrigério. Todavia, meu segundo semestre foi diferente… Vivi a correria mais maravilhosa do universo, mas por diversas vezes achei que ficaria louca rs.

Em julho comecei a atuar como Mobilizadora de Redes do Youth Climate Leaders, em agosto fui escolhida para ser a Embaixadora de SP no Programa Cidadão Digital (Facebook + Safernet), em setembro entrei para a rede Embaixadores da Juventude da ONU, em outubro desenvolvi um curso sobre diversidade com a Consultoria Leader Educa e em novembro tive que dar conta de váaaaarios relatórios e eventos dos projetos que eu estava envolvida!

Teve momentos que quase pirei! Apesar de eu ser apaixonada pelo que faço, era muita coisa para dar conta! Todos os momentos que me sentia insegura, eu repetia a seguinte frase: “Estou fazendo o melhor que posso com a oportunidade que tenho.”

Afinal de contas, eu não estava fazendo home office… Estava trabalhando em casa durante uma pandemia!

Minhas emoções estavam uma loucura: num momento eu fazia minha dancinha da vitória para Jesus, pois conseguia realizar todas as tarefas da minha check list da alegria; num outro estava chorando aos soluços em posição fetal, pois pessoas estavam morrendo e o nosso presidente fazia piadas!

Esse ano não foi nada fácil!

Contudo, fico feliz em terminar esse texto anunciando uma grande conquista: fui selecionada como umas das jovens lideranças Under 30 da Revista Forbes!

Num ano tão intenso, onde diversas vezes achei que “iria quebrar”, fico imensamente grata em saber que, com a ajuda do divino, da família e da minha rede, consegui levar a voz de parte da juventude preta e periférica para um espaço tão nobre de reconhecimento.

Somos construções coletivas. Se cheguei até aqui, foi porque contei com o apoio de uma rede MARAVILHOSA que se posiciona como parte da solução dos desafios mais complexos do presente século!

Pessu, eu não tenho ideia de como será o futuro, mas decidi criá-lo. Booora entrar nesse rolê juntin? :)

Curtiu o artigo? Deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes :) Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn!

Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Liderança Forbes Under 30, Amanda tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um planeta inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Embaixadores da Juventude da ONU, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista