Travessia Itaguaré — Marins

“Felizes são os aventureiros de espírito, que mergulham no oceano da existência”

Eu estou R-A-D-I-A-N-T-E! Depois de 6 meses, 182 dias, 4380 horas quarentenada, me permiti fazer um dos rolês que mais amo: TRILHAAAA com Inastris Aventuras 😝

A viagem foi incrível, muitos desafios, superação, histórias e um sentimento de família entre o grupo. Vem comigo que vou contar sobre a viagem!

Dia 01

Encontrei o pessu na madrugada de sexta (18/09), em frente a Academia Humanas. Depois de 4h de estrada, chegamos no ponto de partida da Trilha Itaguaré, mais ou menos às 8h30. Passamos protetor, ajeitamos a mochila, fizemos uma rápida oração e entramos na mata.

Para encarar esse desafio, contamos com a presença do Guia Gérson e seu fiel companheiro De boas, o cão trilheiro mais charmoso do Brasil! Vento no rosto, coração palpitando e a plena convicção de que a natureza nos convidava para experimentar suas delícias!

Partimos de Itaguaré até Pedra Grande, finalizando no Marinzinho. Como o trajeto era longo, tivemos que caminhar durante a noite para chegar no lugar de acampamento, IMAGINA A EMOÇÃO!

Graças a Jah, deu tudo certo! Chegamos bem, armamos as barracas e começamos a cozinhar. Não sei o que houve, mas o fogareiro explodiu e fez mais fogo que o esperado 😱. Apesar do quase incêndio, terminamos nossa refeição e rimos da situação.

Depois desse contratempo, nos recolhemos nas barracas. Estávamos bem cansados, mas a emoção não parou por aí: no meio da noite escutamos um grito!

Acordei assustada, pensando em várias possibilidades:

  • O fogo não apagou e estávamos prestes a morrer queimados?
  • Íamos ser as primeiras vítimas de um ataque alienígena?
  • Um ladrão trilheiro resolveu nos assaltar?

Pelo bem da minha saúde mental, nenhuma das opções anteriores… Era apenas o Júlio, que teve um pesadelo e entrou numa batalha inconsciente com seus companheiros de barraca.

Foto: @inastrisaventura

Dia 02

Se você pensou que o segundo dia seria mais tranquilo, está completamente enganado rs. Foi emocionante e desafiador, mas muito gostosin e gratificante.

Levantamos cedo, arrumamos as mochilas, fizemos uma oração e convidamos a presença divina para nos acompanhar durante a caminhada.

Partimos do Marinzinho (2432 m) rumo ao Itaguaré (2308 m), uma das travessias mais desafiadoras do Brasil. Essa travessia tem um nível avançado, o que exige um excelente preparo físico e alguns equipamentos de segurança, como cordas e cadeirinhas.

Foto: @inastrisaventura

A Andreia, uma das guerreiras do grupo, errou a trilha, escorregou no penhasco e perdeu a mochila. Contudo, ela foi resgatada e a mochila foi encontrada! Essa situação foi uma baita lição, aprendemos na prática sobre parceria, confiança e trabalho em equipe.

Depois de muitas horas de caminhada, chegamos ao Pico dos Marins (2420m), a segunda montanha mais alta de São Paulo. Exaustão, felicidade e gratidão eram as sensações que dançavam dentro de mim!

Ouvia a voz do Espírito me convidando para viver: sair do automático e desfrutar as maravilhas que Jesus preparou. Senti excitação e alegria, paixão e frio na barriga, diversão e o mais doce, puro e sincero amor. Naquele momento, todo o meu ser vibrava na frequência do meu Criador!

Armamos as barracas, fizemos a janta (miojo + uva passa + sopa vono) e sentamos juntinhos para uma conversa terapêutica facilitada pelo Valmir, um dos membros mais experiente do grupo.

Expomos nossas vulnerabilidades, confiamos no processo e nos permitimos acessar um nível profundo de intimidade, confiança e conexão. Aprendemos que, se formos guiados pelo amor, ética e verdade, teremos uma vida prazerosa e abundante!

Dia 03

Depois de uma noite de descanso, acordei prontíssima para descer a montanha e voltar para a civilização rs. Ganhei uma tapioca deliciosa do pessu que estava acampando ao lado, os Só Panela.

Por conta de uns respingos que anunciavam uma forte chuva, comemos rapidamente e nos apressamos em voltar, a fim de evitar os perigos de uma trilha molhada. Chegamos em tempo recorde: às 11h estávamos na casa do Seu Dito, esperando seu famoso almoço mineiro que acolhe trilheiros famintos.

Leitores, é impossível traduzir como essa experiência marcou a minha alma: sinto que fiquei 0 conectada com o mundo e 100% conectada com Deus! Vivenciei o amor, experimentei a graça e mergulhei na delícia de um tempo de contemplação ❤

“A natureza reflete a glória de Deus.”

Quer saber mais? Assista o vídeo :)

Curtiu? Deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes :) Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn!

Ecofeminista antirracista atuante em temas globais. Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Entusiasta pela Agenda 2030, tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Engajamundo, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista