Pílulas para começar um negócio

“Você não precisa criar um negócio com um modelo que vai mudar o curso do planeta. Você só precisa inovar.” (Breno Perrucho)

Oiii pessu, bele?

Em novembro decidi comprar o curso “Como iniciar seu negócio do 0” e admito que valeu a pena pagar R$97! Sempre fui muito relutante com cursos digitais, mas vi tanto valor nos vídeos gratuito do Youtube que resolvi arriscar.

E que decisão maravilhooooooooooooosa!!!

Foi tanto conteúdo mara que decidi transbordar parte do que aprendi para vocês, meus leitores ahazadores

“Quem ensina aprende ao ensinar. E quem aprende ensina ao aprender.” (Paulo Freire)

1. Agregue valor para a sociedade

  • Número de pessoas ajudadas +
  • Problemas solucionados.

2. Timing: soluções no tempo certo

Você está afim de entrar na próxima onda? Se muna de estratégias que vão te ajudar a resolver problemas complexos da sociedade!

3. Sistematização: criação de métodos

  • Replicação: Fazer um modelo de negócio muiiiiito bom que pode ser replicado, mantendo a mesma experiência e a mesma identidade. Ex: Subway, Arezzo e demais franquias.
  • Escala: Fazer mais com menos (dinheiro, esforço). Ex: Contratando pessoas, fazendo pré-venda (utilizar o dinheiro do seu cliente para o seu negócio).

Queridos, espero que essas pílulas te ajudem! Além dos passos acima, não esqueça de horizontalizar-se (se jogar em diferentes áreas de conhecimento) e fazer networking (frequentar eventos de empreendedorismo, marketing digital, hackathons para encontrar a sua turma).

“Quer ir rápido? Vá sozinho! Quer ir longe? Vá acompanhado!”

Se tiver dúvidas, me escreva nos comentários :)

Curtiu o artigo? Deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes :) Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn!

Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Entusiasta pela Agenda 2030, tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Embaixadores da Juventude da ONU, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista