Oficina de combate à desinformação

Fala minha lindeza climática, bele? :)

Há algumas semanas participei de um treinamento sobre fake news promovido pela Rede Cordiais. Estamos em um ano eleitoral, no qual a desinformação representa um grande risco à democracia!

É importantíssimo desenvolver um certo ceticismo emocional junto com a capacidade de análise crítica para investigar as notícias alarmantes que pipocam na nossa timeline. Todo cuidado é extremamente necessário para evitar ciladas de informações falsas ou de meia-verdades.

A reaaal-oficial é que as cascatas que fazem fake news viralizarem são formadas de um para um. Como criadora de conteúdo, sei que minhas lindezas climáticas confiam no que eu compartilho e por isso quero redobrar minha atenção para não espalhar notícias que não condizem com a verdade.

“Quando o assunto é desinformação precisamos desconfiar até mesmo de nós mesmos.” (Clara Becker)

  • Avareza cognitiva: tomamos milhares de micro decisões no dia a dia, no automático e sem pensar. Atalho mental é ver muitas curtidas num determinado post e pensar que aquilo é verdade.
  • Fluência: se o argumento flui e a gente entende a mensagem, tendemos acreditar que aquilo é verdade. Já ouviu o novo dito? “Um meme vale mais que mil palavras.”
  • Repetição: basta repetir uma mentira mil vezes para que ela se torne verdade. Nosso cérebro confunde o que é familiar com o que é verdadeiro.
  • Viés de confirmação: a gente tende a confiar naquilo que confirma as nossas crenças
  • Dissonância cognitiva: mecanismo de rejeição de verdades inconvenientes ou desagradáveis.

Querida leitora, os desafios são enormes, né?!

Sempre que você ler uma notícia, pare por um tempinho, respire fundo e faça uma releitura do que encontrou nas redes. Desse modo, você estará mais consciente se deve passar aquela mensagem adiante ou não.

Separei algumas diquinhas para te ajudar a ter uma experiência mais positiva na internet:

  • Filtre palavras agressivas: as redes permitem que você cadastre palavras que ninguém poderá postar em seu perfil
  • Não engaje com trolls: o engajamento amplifica e legitima o ódio, você não é obrigada a passar por isso.
  • Em caso de ilegalidades, busque apoio jurídico: liberdade de expressão tem limites! Você pode denunciar mensagens ofensivas na própria plataforma, mas se sentir ameaçada, faça uma denúncia também na polícia!

O mundo já tem muito ódio, mentira e inveja. Booora usar nossas redes para espalhar amor ❤

Se está curtindo aprender juntinho comigo deixe suas palminhas, clicando até 50 vezes. Aproveite para me seguir no Instagram, no Tiktok e no LinkedIn :)

Amanda Costa é ativista climática, jovem conselheira da ONU, delegada do Brasil no G20 Youth Summit e fundou o Instituto Perifa Sustentável. Formada em Relações Internacionais, Amanda foi reconhecida como #Under30 na revista Forbes, LinkedIn Top Voices e Creator, Global Shaper (Fórum Econômico Mundial), TEDx Speaker e hoje atua como apresentadora do #TemClimaParaIsso? um programa sobre crise climática.

--

--

#ForbesUnder 30 | Conselheira Jovem da ONU | Dir. Executiva do Perifa Sustentável

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Amanda da Cruz Costa

Amanda da Cruz Costa

#ForbesUnder 30 | Conselheira Jovem da ONU | Dir. Executiva do Perifa Sustentável