Uma das coisas mais preciosas que aprendi na minha caminhada autodirigida foi a vulnerabilidade.

Desde que dei liberdade para que a minha criança interior brincasse, a vulnerabilidade perdeu o sinônimo de fraqueza e adquiriu características relacionadas a coragem, exposição e força.

“As pessoas vulneráveis são intensas, calorosas, apaixonantes!”

São os vulneráveis que colocam a integridade do seu ser em cada tarefa, depositando o propósito tanto em atos simples quanto nas atividades mais complexas. As pessoas ousadas, criativas e divertidas escolhem enxergar o mundo com leveza e não tem medo de autodirigir a própria trajetória.

Trilhar um caminho autodirigido é literalmente se jogar no processo, confiando que a rede irá te segurar e apoiará todas as suas loucuras. Autodirigir-se é experimentar o novo, conhecer o desconhecido, sentir o medo, abraçá-lo e convidá-lo para dançar.

Seja livre, leve e feliz!

Quando abrimos nosso coração e expomos nossas vulnerabilidade, encontramos um lugar a ser desbravado. Neste momento, é necessário respirar fundo e ter a mais pura certeza de que a vida é como um filme, no qual podemos protagonizar diversos papéis:

  • Protagonistas da história;
  • Vilão da autossabotagem;
  • Amigo conselheiro;
  • Mestre guia.

“A autodireção é uma trilha repleta de borboletas coloridas, que nos estimulam a ir para o interior do vale da vida!”

O caminho da autodireção é um mistério encantador! Nesta trajetória teremos momentos de prazer e satisfação, mas também sentiremos frio, insegurança e medo. Permita-se viver todas as fases e saboreie todas as sensações!

Ao invés de esconder seus sentimentos, que tal dançar com eles?

Vá para o meio da pista, escute a música vibrante, feche os olhos, abra um sorrisão e mergulhe na dança da conexão. Quem sabe você não esbarra em algum dançarino autodirigido? :)

Esse texto faz parte do livro coletivo, “Se joga que aqui tem rede — Um desmanual para comunidades de Aprendizagem Autodirigida”, que será escrito pelo Alex Bretas, Ana C. G. Marques, Luis Sérgio Ferreira, Isadora Martins, Su Verri, #CianoBu e euuuuuzinha =D

Me acompanhe nas redes para saber sobre o lançamento :)

Ecofeminista antirracista atuante em temas globais. Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, é colunista da Agência Jovem de Notícias e atua como mobilizadora de redes do Youth Climate Leaders. Entusiasta pela Agenda 2030, tem o objetivo de mobilizar jovens para construírem um Brasil inclusivo, colaborativo e sustentável, através das redes Embaixadores da Juventude, Engajamundo, Climate Reality Project, Global Shapers Community e United People Global.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store