Amanda da Cruz Costa

Oct 18, 2021

3 min read

#19 Muvuca — Como fazer uma campanha?

Chegou hoje? Leia os artigos #01, #02, #03, #04, #05, #06, #07, #08, #09, #10, #11, #12, #13, #14, #15, #16, #17 e #18.

Olá minha saladinha de algas e microfolhas :)

  • Uma estratégia de mobilização nacional, territorialmente distribuída em 27 estados, a qual mobilize a população brasileira vote em lideranças políticas subnacionais que se comprometam em proteger a Amazônia!

Com a aceleração da crise climática, proteger a Amazônia nunca foi tão importante e nós, como brasileiros, temos uma grande responsabilidade com nossa floresta!

“A maior parte da floresta está em nosso território.” (Dani Orofino)

Querido leitor, a Amazônia tem que ser uma questão central nas eleições do próximo ano! Para isso, precisamos dialogar com geraaaaal: atores dos 27 estados, nossos vizinhos, os estudantes, trabalhadores… ou seja, chegar nos territórios.

Como estratégia de mobilização, iremos coletar as assinaturas necessárias para protocolar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que estabeleça uma política robusta de proteção e desenvolvimento sustentável para a Amazônia.

Mas peraí… você sabe como funciona um projeto de lei de iniciativa popular a nível federal?

  • O projeto de lei precisa ter a assinatura de, pelo menos, 1% do eleitorado brasileiro e o apoio de, no mínimo, 0,3% dos eleitores de ao menos 5 estados para ser protocolado (1.5M assinaturas).

Táticas:

  • Disputa de Narrativa: será criada uma identidade visual e branding para a campanha, que servirão como guarda-chuva para múltiplas narrativas regionalizadas da campanha. Vamos utilizar a grande mídia, mídia comunitária, influenciadores e redes sociais.
  • Campanha para registro de título de eleitor: queremos organizar uma grande campanha de “registro para voto”, voltada para jovens de 16 a 18 anos, pedindo-lhes que obtenham seu título eleitoral para votar na Amazônia, visto que é necessário ter um título de eleitor para assinar um PL de iniciativa popular.
  • Organização territorial: vamos estimular a criação de núcleos de voluntários nos 27 estados do Brasil que possam realizar atividades presenciais de coleta de assinaturas, banquinhas, saraus, mapeamento de comércios, apoiadores etc
  • Youtubers pelo clima: queremos impulsionar ativistas climáticos a criar, manter e expandir canais de youtube que falem de questões climáticas.
  • Dia Nacional de Ação: organizaremos um “Dia Nacional de Ação” que colocará a Amazônia no centro das atenções públicas logo antes do primeiro dia de votação.
  • Festivais culturais: realizaremos quatro festivais culturais em diversas regiões do país que apoiarão o recrutamento de novos voluntários e a coleta de assinatura.
  • Bancada da Amazônia: em diálogo com a eleição para o Legislativo, vamos fazer uma articulação pública de adesão para identificar candidatos ao congresso que prometem apoiar o projeto de lei caso sejam eleitos.

“A eleição de 2022 será fundamental para o futuro da Amazônia.” (Dani Orofino)

Amanda Costa é ativista climática, jovem embaixadora da ONU, delegada do Brasil no G20 Youth Summit e em 2021 entrou para a lista #Under30 da revista Forbes. Formada em Relações Internacionais, Amanda empreende o PerifaSustentavel, atua como vice-curadora da comunidade Global Shapers (WEF), é colunista da Agência Jovem de Notícias e do Um só Planeta.

#ForbesUnder 30 | Jovem Embaixadora da ONU | Ecofeminista Antirracista

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.